Grávida Pode Tomar Coca-Cola? Refrigerante pode dar cólica? - Será Que Pode

Grávida Pode Tomar Coca-Cola? Refrigerante pode dar cólica?

gravida pode tomar coca-cola zero?

Para a gestante e que gosta de consumir refrigerante à base de cola, como no caso da coca cola, é ideal repensar o hábito.

Anúncios

De acordo com Instituto Nacional de Saúde da Criança, Inglaterra, as grávidas que bebem quantidade superior a 1 litro de coca-cola semanalmente possuem 20% mais chances para desenvolvimento da diabetes gestacional em comparação com gestantes que consomem apenas um copo mensal.

Os cientistas fizeram estudo de grupo de mais de 13 mil mulheres durante 10 anos, considerando mais fatores de risco, sendo exemplo prática de exercícios, idade, diabetes em família, entre outros.

É importante enfatizar que o resultado apenas é válido aos refrigerantes à base de cola que têm corante amarelo, rico nas substâncias que podem tornar maior a resistência para insulina, que tem responsabilidade por “queima” do açúcar ingerido.

A dica para driblar o desejo por refrigerante é espremer um limão e fazer mistura com água com gás e muito gelo.

Optar pelos sucos naturais que não exigem ser adoçados, sendo exemplo laranja.

Escolher refrigerante que não possua cola, de exemplo o guaraná.

Evitar Coca-cola na gravidez?

Os vilões de toda dieta, refrigerantes ou coca-cola, podem ser prejudiciais para saúde da grávida.

Bebidas gaseificadas, inclusive água com gás, são capazes de dificultar absorver nutrientes, sais minerais e vitaminas pelo intestino.

Quando ingeridas nas refeições principais, reduzem em até 60% a capacidade que o intestino tem da absorção dos elementos essenciais e nutrientes à função do corpo da gestante e da criança.

O ideal é beber sucos preparados na hora.

Mas, se o desejo de beber refrigerante como a coca-cola, for tamanho, permitir-se a uma latinha de vez em quando, ao máximo.

No entanto, não deixar que isto se transforme em hábito.

Bebidas Alcoólicas Proibidas

É importante evitar este grupo, em especial destilados, como exemplo o uísque, pinga e vodca.

O bebê vai absorver o álcool pela placenta, e como este ainda se encontra em formação, é então prejudicado.

E dentre males que a bebida pode gerar é possível citar atraso em desenvolvimento e crescimento pré e pós-natal, anomalias cardíacas e microcefalia.

Escolhas Corretas além da Coca-Cola

O prato adequado à gestante se caracteriza o que apresenta equilibradas quantidades dos nutrientes todos.

Para tal, não pode faltar nenhum representante de grupos dos alimentos, sendo exemplo:

  • carboidrato, proteínas, vitaminas, gorduras, fibras e sais minerais.

A orientação particular do endocrinologista e do nutricionista na gravidez garante para a mulher chance de fazer escolha alimentar mais adequada.

É importante fracionar a dieta de forma adequada.

De modo geral, a dieta da grávida deve passar por este processo:

  • o café da manhã, lanche da manhã, depois o almoço, então lanche da tarde, jantar, e a ceia.

Isto evita que a gestante fique fase longa sem se alimentar, o que agrava sintomas da azia e enjôo.

Sobremesa Somente Uma Vez na Semana

As gestantes devem ter controle em relação às guloseimas.

A sobremesa doce geral deve ser ingerida somente em um dia semanalmente.

A grávida deve escolher “doce saudável”, por exemplo o doce de frutas com adição reduzida do açúcar, e gelatinas.

Veja também dicas importantes:

Vídeo | Consumo de cafeína durante a gravidez aumenta risco de obesidade no bebê

Vídeo | Nutricionista dá dicas de que alimentos consumir durante a gravidez