Buclina engorda? Veja sobre bula e Efeitos colaterais

Buclina engorda? Veja sobre bula e Efeitos colaterais

buclina preço farmacia popular

Buclina é nome comercial do remédio em que o princípio ativo, portanto, a substância responsável por seu efeito no corpo, se caracteriza dicloridrato de buclizina.

Anúncios

Esse fármaco se mostra composto anti-histamínico, a classe que abrange remédios antialérgicos, de exemplo.

E é comercializado como comprimidos de 25 mg. Sob mais nomes comerciais, para fabricantes diferentes, cloridrato de buclizina pode também ser encontrado na associação com minerais e vitaminas.

Anúncios

Dicloridrato de buclizina teve desenvolvimento há vários anos atrás, e já teve uso em tratar várias condições, como reações alérgicas, enjôo, enxaqueca, vômito, tontura gerada por movimento, diabetes, insônia, vertigem.

Anúncios

Nelas todas o mesmo não teve a própria eficácia comprovada, e na atualidade é vendido de estimulante do apetite, de auxiliar em ganhar peso nas crianças e adultos.

Efeitos Colaterais da Buclina

O efeito colateral principal de buclina é sonolência.

E vários pacientes afirmam aumento de sonolência pelo dia e isto pode representar perigo aos profissionais trabalhando nas máquinas, ou que dirigem, assim, devem ser evitadas tais atividades.

Sonolência pode ocorrer somente em semanas iniciais do tratamento.

Mais efeitos colaterais podem fazer inclusão da boca seca, constipação, retenção urinária, depressão, náusea, diarréia, palpitações, fadiga, dor de estômago, tremores. No entanto, eles acontecem com freqüência inferior.

Buclina Faz Mal?

Buclina não deve ter uso pelas pacientes grávidas ou lactantes, já que um estudo nos animais apontou efeito adverso possível ao feto, e não há informações comprovando a segurança nestas situações.

E indivíduos usando álcool e alguns remédios, de exemplo anti-histamínicos, depressores de sistema nervoso central, antiparkinsonianos, neurolépticos, antiespasmódicos, anticolinérgicos, disopiramida, atropínicos, antidepressivo tricíclico devem usar o remédio somente sob acompanhamento do médico próximo, já que podem ocorrer as interações.

E condições prévias da insuficiência hepática e renal, retenção urinária, glaucoma de ângulo aberto, obstrução piloro-duodenal, hiperplasia prostática, e epilepsia devem ter avaliação atenta por médico anteriormente ao uso de buclina.

Se não se encaixar nos casos acima, com exceção da freqüente ocorrência de efeito sedativo, não há contraindicações grandes à ingestão da buclina.

Tempo para Resultados

Relatos apontam que a depender da alimentação que o paciente tem, haja possibilidade de ganhar até 5 kg ao mês.

Isso certamente dependerá de cada pessoa e muitos fatores, com o principal sendo seguir dieta correta.

Considerar que somente ingerir remédio não vai por si fazer ganhar peso.

Ele somente auxiliará a conseguir se alimentar em quantidade maior, para que isto tenha reversão em quilos a mais.

Será necessário seguir a dieta equilibrada, já que ao se alimentar com mais calorias de proveniência dos alimentos que são pobres na nutrição, como os ricos na gordura e açúcar, pode fazer ganhar, na maior parte, só gordura e também ocasionar falta dos minerais e vitaminas.

A associação de buclina e dieta equilibrada, mais atividade física como a musculação, pode gerar ainda resultados superiores, porque a musculação é capaz de estimular crescimento do músculo, assim, o peso ganhado vai ser em grande parte da massa magra, trata-se da forma mais esteticamente desejável e mais saudável, um ponto benéfico para a boa forma.

Leia também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.