Quais são os efeitos colaterais da Bromoprida?

Quais são os efeitos colaterais da Bromoprida?

medicamento Bromoprida benefícios

Bromoprida é substância usada ao alívio de vômitos e náuseas, já que auxilia para esvaziamento estomacal de modo mais rápido, auxiliando ainda ao tratamento de mais problemas gástricos, como espasmos, cólicas, ou refluxo.

Anúncios

O nome comercial mais conhecido dessa substância é Digesan, com produção por laboratórios Sanofi, no entanto, pode ser comprada ainda em farmácia convencional com mais nomes como Plamet, Digesprid, e mais.

Tal remédio pode ser também utilizado nas crianças com mais de 1 ano de idade, sob forma das gotas pediátricas.

Anúncios

Efeitos Colaterais da Bromoprida

De reação bastante comum, ocorrendo em mais de 10% de pacientes que usam esse remédio, a inquietação, sonolência, lassidão, cansaço.

Anúncios

E com freqüência menor pode acontecer dor de cabeça, insônia, náuseas, tontura, galactorréia, sintomas extrapiramidais, aumento de mama do homem, distúrbios intestinais, erupções cutâneas a incluir urticária.

E reações extrapiramidais podem ter maior freqüência nas crianças e nos adultos jovens, ao passo que movimentos perturbados ou anormais se mostram comuns nos idosos em tratamento prolongado.

Informar ao médico, dentista, ou ainda farmacêutico o surgimento das reações indesejáveis por utilização do remédio.

Uso de Bromoprida

Bromoprida tem indicação ao alívio de vômito e náusea, porém, pode ainda ser utilizada ao tratamento de refluxo gastroesofágico, e distúrbios de mobilidade gastrointestinal.

Digesan pode ser utilizado em forma de comprimidos aos adultos, ou nas gotas pediátricas, às crianças.

Para cada caso, a dosagem de recomendação é, para adultos, 1 cápsula contendo 10 mg, de 8 em 8 horas, com a dose máxima de 60 mg por dia.

E crianças com idade superior a 1 ano, 0.5 a 1 mg para kg do peso corporal por dia, com divisão nas 3 doses.

Em todos os casos, a utilização desse medicamento deve ser orientada sempre pelo pediatra ou clínico geral.

Contraindicações da Bromoprida

Esse remédio não deve ser usado nos casos seguintes:

  • quando estimulação de motilidade gastrintestinal se caracterizar perigosa, como de exemplo, em presença de obstrução mecânica, hemorragia, ou perfuração gastrintestinal.
  • – nos pacientes que tenham antecedentes da alergia para componentes de fórmula.
  • nos pacientes que têm feocromocitoma, o tumor de medula da suprarrenal, já que pode desencadear a crise hipertensiva, por causa da provável liberação das catecolaminas de tumor.
  • Essa crise hipertensiva pode ter controle usando através de fentolamina.
  • nos pacientes epiléticos ou que recebem mais drogas que possam gerar reação extrapiramidal, já que a intensidade e freqüência dessas reações podem ser elevadas.

Superdosagem da Bromoprida

Até então não há casos publicados para superdose com utilização da bromoprida.

Mas, se for administrada em dosagem bastante superior da recomendada, aumento teórico de reações adversas não pode ser ignorado.

Os sintomas da superdose podem fazer inclusão da desorientação, sonolência, reações extrapiramidais que têm relação com coordenação de movimentos.

E sintomas normalmente desaparecem em 24 horas. Muita atenção na ingestão de qualquer medicação.

No caso de utilização de quantidade grande desse remédio, buscar socorro médico de forma rápida e carregar a bula ou embalagem do remédio se for possível.

Leia também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.