Carbamazepina da sono? Indicação e Efeitos colaterais

Carbamazepina da sono? Indicação e Efeitos colaterais

carbamazepina pode matar

Carbamazepina é medicamento do uso oral aplicado ao tratamento da epilepsia nas crianças e adultos, como também para mais enfermidades, de exemplo a doença bipolar.

Anúncios

Carbamazepina pode ser encontrada na farmácia com denominação comercial de Carbamaz, Tegretol, ou Tegretatard, de suspensão oral ou comprimidos.

Carbamazepina foi descoberta no ano de 1953, por Walter de Schindler, um químico suíço.

Foi vendida pela primeira vez no ano de 1962. E é encontrada como remédio genérico e não é tão cara.

O fármaco esteve inscrito em Lista de Medicamentos Essenciais da OMS até o ano de 2017, que cita os remédios mais importantes, fundamentais em sistema de saúde básico.

Anúncios

Carbamazepina com venda sob nomes comerciais diversos é um dos remédios principais usados em tratar dor neuropática e epilepsia.

Efeitos Colaterais de Carbamazepina

Efeitos colaterais para carbamazepina fazem inclusão da:

  • garganta inflamada, febre, cansaço,
  • ferida pela boca, respiração curta,
  • dor de cabeça, palidez, tontura,
  • manchas vermelhas pela pele em especial pelo rosto,
  • sangramentos, perda do apetite, urina escura,
  • pele e olhos amarelados, dor em abdômen, sangue na urina,
  • inchaço do rosto, enjôos, inchaço da língua ou olhos,
  • aperto no peito, dificuldade para engolir, confusão,
  • rigidez muscular, dificuldade em respirar, dor no peito,
  • diarréia, desmaio, mudanças em comportamento,
  • inchaço em pés ou tornozelo ou perna, fraqueza, maior freqüência das convulsões,
  • sonolência, perda da concentração motora, boca seca e ganho de peso.

Contraindicações

Carbamazepina tem contraindicação nos pacientes sofrendo de hipersensibilidade para componentes presentes em fórmula, enfermidade grave do coração, histórico de doença em sangue, pacientes que estejam ingerindo remédios inibidores de monoamino-oxidase, e porfiria hepática.

Tal medicamento não deve ser usado na gestação ou para lactante sem que o médico oriente.

Usos da Carbamazepina

Carbamazepina tem uso em tratar epilepsia e mais enfermidades neurológicas, ou enfermidades psiquiátricas, de exemplo depressão, doença bipolar, neuragia do trigêmeo.

Esse remédio é pertencente para grupo de medicamentos antiepilépticos, os remédios às crises convulsivas.

Epilepsia se mostra distúrbio caracterizado por 2 crises convulsivas, ou mais, que são ataques epilépticos.

Tais crises acontecem quando mensagens partindo do cérebro aos músculos não têm transmissão propriamente por sistema nervoso do corpo.

Carbamazepina ajuda em controlar estas transmissões das mensagens, controla mais enfermidades, e regula funções do sistema nervoso.

Já o transtorno bipolar é problema em que indivíduos mudam entre fases de muito bom humor e fases de depressão ou irritação.

As denominadas oscilações do humor, entre mania e depressão, podem se caracterizar bem rápidas e podem acontecer com freqüência baixa ou alta.

Em transtorno bipolar clássico sem tratar cada fase tem duração, no geral, de 3 a 6 semanas, e então há uma fase da normalidade que se mostra variável e depois uma fase da euforia que pode durar também de 3 a 6 meses.

Através do adequado tratamento, tal período pode ser então abreviado.

O modo de utilização de carbamazepina deve ter orientação por médico segundo a enfermidade para tratamento e idade do paciente.

No tratamento usando Tegretol, não se deve comer toranja ou beber suco de toranja, pois esta pode elevar efeito do medicamento.

Leia também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.