Ainda vale a pena fazer mineração de criptomoedas? - Será Que Pode

Ainda vale a pena fazer mineração de criptomoedas?

vale a pena fazer mineração de criptomoedas

Quem se interessa pelo mercado das moedas digitais, além de ouvir falar em criptomoedas, também já escutou o termo mineração.

Anúncios

Mas, esse termo que faz referência a quem trabalhava com mineradoras em buscas de diamante e ouro, significaria o que em tempos em que tudo é digital?

Mineração de criptomoedas

O conceito de mineração de criptomoedas faz uma referência à mineração de ouro. Mas, diferente de um minerador em busca de ouro, não é necessário cavar nada, mas sim resolver problemas. 

Os mineradores precisam fazer cálculos para que um bloco de informação se encaixe no outro. Ou seja, eles devem fazer o blockchain funcionar. Quando toda a rede valida o cálculo, um novo bloco é adicionado e novos cálculos devem ser feitos. 

Mas, não pense que é possível trapacear nessas contas. Todos os cálculos são revistos pela comunidade ,o que faz com que o processo seja transparente. 

O minerador conseguir realizar o cálculo de um bloco primeiro, recebe uma recompensa, que varia conforme o tipo de criptomoeda que está sendo minerada. 

O valor que esse minerador recebe nem sempre é o mesmo. Quando passar 4 anos que ele está fazendo essa atividade, o valor que ele recebe será cortado pela metade. Essa é uma maneira de controle para que não sejam despejadas muitas bitcoins no mercado e assim há um certo controle dela. 

Quem é o minerador?

Os mineradores são os responsáveis por tentar formar o bloco. Em todos os cálculos que ele realiza para tentar fazer esse bloco, há alguém que está assistindo. No caso do bitcoin, esse são os chamados nodes. Eles são como fiscais para saber se os mineradores estão fazendo as coisas corretamente. 

Quando um bloco é construído pelo minerador que conseguiu achar a peça adequada para a sua formação, esse node consegue verificar rapidamente, afinal de contas, ele já acompanhou todo o processo. Assim, tudo é validado com transparência. 

Além disso, os mineradores vivem uma corrida entre eles. No caso das bitcoin, por exemplo, há um limite de moedas que poderão ser criadas. Ao todo são 21 milhões. Porém, já estamos em 18 milhões de bitcoins. Mas, esses últimos 3 milhões não estão disponíveis agora, eles demorarão 120 anos para serem liberados. 

Assim, é como se uma mina tivesse muito ouro quando começou, porém, muito ouro já foi retirado dessa mina e parte dela foi fechada para ser liberada aos poucos. 

Portanto, os mineradores precisam correr com os seus cálculos se ainda quiserem uma fatia dessas moedas. 

O que um minerador precisa? Vale a pena se tornar um?

Não pense que um minerador irá fazer os cálculos à mão ou com uma calculadora. Esses cálculos são muito complexos e precisam ser feitos em computadores. 

No começo das criptomoedas era possível fazer isso em um computador que tivesse uma boa capacidade de processamento. Entretanto, hoje em dia, é preciso uma ótima capacidade de processamento e muita energia elétrica para conseguir realizar esses cálculos. 

No caso da bitcoin, por exemplo, o nível de dificuldade está maior do que nunca. Por conta disso, hoje em dia, existem máquinas que são específicas para fazer mineração. Assim, é preciso um investimento inicial para começar que não é dos mais baixos. 

Existem estruturas que são imensas para conseguir fazer a mineração.

Finalizando

Mas, mesmo assim, quem quiser e insistir em fazer mineração em casa terá de fazer um alto investimento. Além disso, um dos maiores gastos será com a energia. Logo, é muito difícil para muitas pessoas começarem a minerar.  

Por conta disso, muitas pessoas preferem investir em uma mineradora e receber uma parte em bitcoins ou em outra criptomoeda do que montar uma mineradora dentro de casa.